Moda

O verão 2016 da Semana de Moda de Nova York (parte 2)

Metalizados, preto e branco, anos 1970 e transparências são apenas alguns dos destaques da Semana de Moda de Nova York. Confira as tendências para a primavera/verão 2016, na segunda parte do resumo da fashion week. Confira a primeira parte aqui.

Proenza Schouler

Proenza Schouler

Em uma coleção com o preto, o vermelho e o branco como cores principais, a Proenza Schouler trouxe elementos da cultura espanhola para os looks. Laços de fita, ombro de fora, babados, poás e pompons compõem as peças.

Diesel Black Gold

Diesel Black Gold

Uma coleção cool e jovem. A Diesel Black Gold tem no universo motoqueiro a referência para o verão 2016. Couro, ilhoses, botas e bandanas em contraste com bordados ingleses e transparências, formam uma mistura equilibrada. Na paleta de cores preto, branco e alguns tons de azul.

Diesel Black Gold1 Diesel Black Gold2

Coach

Coach

A marca de bolsas, que completa 75 anos em 2016, apresentou mais uma coleção prêt-à-porter sob o comando de Stuart Vevers. Para criar as peças Vevers se inspirou no próprio estilo dos Estados Unidos, chamado por ele de “Americana”

Coach1Patchwork, florais, couro, camurça, tricôs e alfaiataria dão um toque country, bem americano, às peças.

Oscar de la Renta  

Oscar de la renta

A Oscar de la Renta, marca homônima do estilista, que faleceu em outubro do ano passado, foi mais uma que trouxe referências espanholas para o verão 2016. Peter Coping, diretor criativo da marca, se inspirou no universo das touradas e apresentou looks com cintura marcada, rendas, estampas, florais e assimetria. Muito vermelho, preto e tons de verde na cartela de cores.

Oscar de la renta1

Rodarte

Rodarte

O glam e o boho dos anos 1970 se unem na passarela da Rodarte para uma coleção cheia de rendas, veludos, franjas, bordados e metalizados.

Rodarte1

DKNY

DKNY

Na estreia da dupla Maxwell Osborne e Dao-Yi Chow, da Public School, na direção criativa da segunda marca de Donna Karan, os jovens trabalharam o próprio DNA da marca, aproveitando uma peça clássica (um blazer risca-de-giz), e desenvolveram looks que parecem ter passado por um processo de construção e desconstrução.

DKNY (2)

Blazer risca-de-giz que serviu de ponto de partida para a coleção

Paletó que vira vestido, blusa que vira casaco, assimetria, transparências, estampas e uma cartela de cores com preto, branco, cinza e alguns tons de azul.

DKNY1

Marc Jacobs

Marc Jacobs

Pop e divertida, a nova coleção da Marc Jacobs foi apresentada de maneira inusitada e interessante. O desfile aconteceu no Ziegfeld Theatre, na entrada foi montado um “red capet”, por onde as modelos andavam e paravam para serem fotografadas. Lá dentro, a plateia aguardava a entrada das modelos, enquanto assistiam ao show da banda New York Dolls.

Marc Jacobs1

Na coleção, peças prontas para um tapete vermelho real, com brilho, fendas e bordados, mas também looks casuais e cheios de símbolos que remetem aos Estados Unidos. As cores da bandeira americana foram bastante exploradas em combinações que vão do preppy ao grunge, sempre com uma pitada ou mais de Hollywood.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s