Moda

Militarismo é a tendência da vez na Semana de Moda Masculina de Paris

Semana de Moda Masculina de Paris

No último domingo (24), a Semana de Moda Masculina de Paris chegou ao fim – dando início a Semana de Alta-Costura – deixando as tendências para inverno 2016/2017. Entre o que predominou nas passarelas, o militarismo marcou presença em diversas marcas, assim como a silhueta ampla em cima e justa nas peças de baixo. Confira um resumo dos desfiles da temporada.

RAF SIMONS

Raf Simons

Uma mistura de “Twin Peaks”, série policial dos anos 1990, criada por David Lynch; “Clube dos Cinco” e “Untitled Horrors”, série fotográfica da artista Cindy Sherman, essas foram as inspirações para o inverno da Raf Simons.

Raf Simons1

Com pegada college, as roupas trazem o xadrez, as letras aplicadas como nos suéteres escolares e a sobreposição de peças. Os tricôs são desgastados e a silhueta é ampla na parte de cima e justa na parte de baixo. Na cartela de cores, azul marinho, preto, cinza, marrom e vinho.

VALENTINO

Valentino

A individualidade marca o desfile masculino da Valentino para o inverno 2016/2017 trazendo diversas referências para a coleção. Punks, hipsters, beatniks, dândis, pearlies, hippies, todos serviram de inspiração.

Valentino1

Alfaiataria, bordados, aplicações, xadrez, tie-dye, estampas, jeans em diversas modelagens, pocho, capas. Preto, branco, cinza, vermelhor, verde e tons terrosos compõem a cartela de cores.

ISSEY MIYAKE

Issey Miyake

Com pegada bem street e cheia de cores, a marca traz uma coleção divertida e moderna.

Issey Miyake1

Malharia, peças amplas e outras ajustadas, além de estampas abstratas e coloridas fazem o inverno da label.

RICK OWENS

Rick Owens

Quem esperava alguma polêmica nessa temporada, vai ter que deixar para a próxima. O inverno 2016/2017 de Rick Owens é cool, urbano e usável, mantendo toda a identidade do estilista.

Rick Owens1

Alfaiataria, utilitários, peças amplas, jaquetas e blazers sequinhos, cores sóbrias com toques de laranja e vinho bordô. Destaque para a maquiagem com pegada gótica de alguns modelos.

DRIES VAN NOTEN

Dries Van Noten

O “militar suave” sugerido pelo estilista para definir a coleção, que nomeou seus modelos de peaceniks, não nega a referência.

Dries Van Noten1

Estampas, bordados, bolsos utilitários, amarrações, insígnias, peças amplas e ajustadas. Na cartela de cores, verde militar, bordô, azul marinho, branco, cinza e toques de dourado.

LOUIS VUITTON

Louis Vuitton

Uma homenagem a cidade-luz num desfile sóbrio e elegante. Alfaiataria, jaquetas, coletes, trench coats, parkas, calças sequinhas, luvas, utilitários, bolsas, mochilas, estampas.

Louis Vuitton1

Destaque para as maletas vintage, que tanto fazem para da história da marca. Um toque a mais de charme para o desfile.

MAISON MARGIELA

Maison Margiela

Sportswear total. O inverno da Margiela traz cores sóbrias e neutras e peças remetem ao universo esportivo.

Maison Margiela1.jpg

Jaquetas, bermudas de ciclista, doudones e macacão com alça de luta grevo-romana.

HAIDER ACKERMANN

Haider Ackerman

Preto. Muito preto, mas também dourado para dar aquele toque glam rock star. Paletós, jaquetas de couro, estilo bomber, calças skinny, retas e saruel, casacos bem compridos, couro, jacquard, veludo molhado.

Haider Ackerman1

O cabelo, um “moicano caído” completa o visual punk rock e gótico da coleção. Na cartela de cores, preto, cinza, azul e dourado.

YOHJI YAMAMOTO

Yohji Yamamoto

Oversized e sobreposições marcam  inverno da marca, que traz ainda amarrações, estampas, malha canelada, couro, nylon, cashmere e saias.

Yohji Yamamoto1

Preto, branco, marrom, azul e cinza integram a cartela de cores.

GIVENCHY

Givenchy

A inspiração para o inverno masculino da Givenchy – e também da alta-costura feminina, que foi apresentada no mesmo desfile – veio dos caubóis.

Givenchy1

Streetwear e alfaiataria em tons terrosos e preto. Jaquetas bomber, casacos longos, jeans, franjas, bordados, tachas, botas de bico fino.

Givenchy2

Para as mulheres, vestidos longos e fluidos, transparência, renda e bordados.

BALMAIN

Balmain1

Mais uma com inspiração militar, mas dessa vez  referência vem do passado, mais precisamente do século XVIII, quando aconteceu a Revolução Francesa. O desfile é uma homenagem a Paris.

Balmain

Ombros marcados, debrum dourado, jeans , xadrez, bordados, transparências, estampas, franjas, arabescos. Preto, vermelho e azul predominam na cartela de cores.

DIOR HOMME

Dior Homme

Num cenário com pistas de skate, a Dior uniu a alfaiataria ao estilo street dos skatistas. Calças e paletós, gravatas de fita, tênis, doudones, calças largas, xadrez, jeans, couro.

Dior Homme1

Na cartela de cores, preto, vermelho, cinza, bege e branco.

LANVIN 

Lanvin

Com ar boêmio e cores sóbrias, a marca traz sobreposições, estampas, peças amplas e outras ajustadas.

Lanvin1

 

Anúncios

3 pensamentos sobre “Militarismo é a tendência da vez na Semana de Moda Masculina de Paris

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s