Moda

Confira os destaques da Semana de Moda de Nova York

Semana de Moda de NY

A semana de moda de Nova York abriu a temporada de desfiles inverno 2016/2017 já trazendo as primeiras mudanças, dentre a série que está por vir nas próximas temporadas. O evento chegou ao fim na última quinta-feira (18), confira o resumo de alguns desfiles da fashion week.

BCBG Max Azria

BCBG Max Azria

A pegada surfe e skate da temporada passada continua, mas, dessa vez, com peças mais quentinhas para o próximo inverno.


BCBG Max Azria1

Sobreposições, assimetria, peças amplas e uma cartela de cores neutras, com toques de vinho, azul e laranja.

Fenty x Puma

Fenty x Puma

Já faz algum tempo que estrelas da música invadem as passarelas e, quando não desfilam, apresentam coleções em parceria com alguma marca. Depois de Kanye West e a Yeezy, que já está na terceira coleção, foi a vez de Rihanna estrear a Fenty, em parceria com a Puma.

Num clima sombrio o streetwear da coleção tem tudo a ver com o estilo da cantora, que declarou no backstage, após o desfile, que se a família Adams fosse a academia, essas seriam as roupas que eles iam usar.
Fenty x Puma1

Preto, branco e cinza compõem a cartela de cores da coleção. Transparência, assimetria, amarrações, peças amplas e outras justas, jaquetas bomber, barriga de fora, vazados e botas tipo de boxeador dão o tom da coleção.

Diane von Fürstenberg

Diane von Fürstenberg

Em um novo formato, uma das primeiras mudanças que já aconteceram na forma como as semanas de moda acontecem (mais estão por vir), Diane von Fürstenberg convidados em sua sede para apresentar a nova coleção da marca, com direito a verem as peças mais de perto.

Diane von Fürstenberg1

Com um ar meio 70’s, a coleção traz peças com movimento, vestidos soltos, saias longas, bermudas, macacões com brilho, estampas, blusas com laços no pescoço, o clássico vestido envelope e botas de cano longo.

Altuzarra

Altuzarra

Inspirado pelo filme Only Lover Left (Amantes Eternos), de  Jim Jarmusch, com Tilda Swinton como atriz principal, Joseph Altuzarra criou uma coleção com foco não exatamente no visual dos vampiros do filme, mas em suas personalidades.

Altuzarra1

Estampas, texturas, sobreposições, transparência, botas de cano longo. Na cartela de cores, vermelho, vinho, preto, cinza e branco.

Tommy Hilfiger

Tommy Hilfiger

O cenário já entregava a inspiração da coleção, um navio-passarela acomodava os convidados enquanto as modelos desfilavam no convés.

Tommy Hilfiger1

Com pegada navy, a coleção traz cores neutras, além de azul, roxo e vermelho em vestidos e blusas com gola boneca. Listras, estampas, transparência, hot pants, btilho, principalmente nos sapatos.

Thom Browne

Thom Browne

A famosa alfaiataria de Thom Browne traz referências do início do século XX, mais precisamente da década de 1920. No cenário, a Nova York da época, o Washington Square Park reproduzido dentro da Chelsea Gallery, onde aconteceu o desfile.

Thom Browne1

A música nos faz entrar no clima e viajar no tempo, enquanto as modelos, em passos curtos, caminham pela passarela. Desconstrução e reconstrução são as primeiras palavras a tratar sobre a coleção, que também é linda e elegante. Uma jaqueta se tornou parte de uma saia, os braços de um casaco se tornaram parte de um vestido, gravatas se transformaram e fascinators interessantíssimos. A coleção se trata exatamente de dar um cara nova a roupas que a pessoa já tem, fazer novas roupas a partir daquela que já está ali parada no guarda-roupa.


Em todo parque pessoas levam seus cachorros para passear, e nesse não seria diferente, os peludos aparecem como bolsas de mão, no formato de cachorros. Na cartela de cores muito branco, azul marinho, cinza e vermelho em vestidos e saias longos e de comprimento mídi, listrados, com pequenas estampas ou padrões e em xadrez.

Coach

Coach1

O inverno da Coach parece ter saído do campus de uma universidade americana, onde a personagem Velma, da animação Scooby-Doo poderia ter estudado.

Coach1

Mix de estampas, jaquetas no estilo college, botas de caubói coloridas e metalizadas, xadrez, trench coats, suéteres. Nada de novo, apesar disso é uma coleção divertida.

Oscar de la Renta

Oscar de la Renta

Em 1973 aconteceu um encontro entre 5 estilistas norte-americanos com grandes nomes da moda francesa (Hubert de Givenchy, Emanuel Ungaro, Yves Saint-Laurent, Pierre Cardin e Marc Bohen, da Dior), em Versalhes. O encontro ficou conhecido como Batalha de Versalhes e aconteceu para mostrar a modernidade e o minimalismo americano versus a moda tradicional francesa.

Oscar de la Renta era um dos estilistas presentes na batalha, que contou com muita gente famosa na plateia, como Andy Warhol e Grace Kelly. Peter Copping, atual estilista da marca, se inspirou no evento memorável para criar a nova coleção de inverno da marca.

Estampas, bordados, volume e também peças sequinhas, tricô, comprimento médio, brilho, transparência, renda, babado, elegância. Na cartela de cores, vinho, lilás, preto, azul, magenta, vermelho, vinho, cinza e branco.

Rodarte

Rodarte1

A marca comemorou 10 anos, mas sem alarde ou retrospectiva. A coleção tem inspiração no tempo em que Kate e Laura Muleavy, estilistas da marca, passaram na Universidade de Berkeley.

Rodarte

Renda, transparência, bordados, babados, assimetria, mix de texturas e uma cartela de cores neutras com toques de vermelho.

Proenza Schouler 

Proenza Schouler1

Seguindo a mesma proposta do verão 2016 da marca, a ideia de movimento a partir de ondulações em camadas feitas com babados , a dupla se inspirou no trabalho do artista norte-americano, Frank Stella, usando faixas e linhas gráficas para dar segmento ao trabalho desenvolvido na temporada anterior.

Proenza Schouler

O desfile aconteceu na nova sede do Whitney Museum, que encerrou uma exposição retrospectiva sobre Fran Stella no último dia 7. Se na temporada passada a dupla de estilistas da marca Jack McCollough e Lazaro Hernandez separaram camadas, agora foi a vez de juntá-las, amarrá-las, prendê-las, torcê-las.

Ilhoses, cordões, sobreposições, vazados, aplicações,estampas, amarrações, tricôs, peças amplas, coletes, jaquetas. Na cartela de cores, preto, branco, cinza, amarelo, vermelho e bege.

Tory Burch

Tory Burch1

Referências do universo equestre e do filme Amor à Tarde (1972), de Eric Rohmer fazem o inverno da Tory Burch, com clima setentinha.

Tory Burch

Blocos de cores, patchwork, formas geométricas, casacos, sobretudos, vestidos longos, listras, estampas, comprimento mídi, metalizados.

Marc Jacobs

Marc Jacobs

Num espaço vazio, grande e paredes brancas, onde não dava para imaginar que um grande desfile, com ar de performance aconteceria, mostrando que apenas a coleção em si já tem a carga dramática suficiente para impressionar.

Marc Jacobs1

Também não havia uma trilha sonora musical, apenas o toque do que parecia um sino de vento. As modelos andavam mais devagar que o normal do alto de botas de plataforma altíssimas, entre eles estava a cantora Lady Gaga a convite do próprio Jacobs.

A coleção em si tem pegada gótica, muito preto, volume, sobreposições, transparência e assimetrias. Estampas, listras, laços, luvas, brilho, aplicações e bordados em trench coats, jaquetas, vestidos e sobretudos tudo em tamanho grande, com maxi botões, golas exageradas, mangas enormes. As modelos parecem personagens de algum filme sombrio, mas com roupas extremamente lindas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s