Moda

Resumo do primeiro dia do São Paulo Fashion Week

A 41ª edição do maior evento de moda da América Latina está acontecendo e já trouxe grandes destaques da moda brasileira. Confira o que já rolou no primeiro dia do evento.

FH por Fause Haten

Fause Haten (1)

Apesar do calendário oficial marcar a data de ontem (25) como primeiro dia do SPFW, no domingo (24), Fause Haten já xxx a passarela, quer dizer, o palco em formato de arena, com seu desfile performance Marlene. 

Fause Haten (2)

Treze bonecas em tamanho real e com a cara de Marlene Dietrich, cantora e diva da era de ouro do cinema americano, desfilavam as roupas da coleção manipuladas por atores. A performance aconteceu no Parque da Independência e contou ainda com looks masculinos. Com pegada vintage, as peças traziam franjas, brilho, renda, estampas florais, animal print, volume e assimetria.

Fause Haten (3)

A trilha sonora foi de piano ao vivo, com o próprio Fause cantando “La Vie En Rose” em uma versão em português. O desfile foi a primeira performance de uma série intitulada Lili Marlene – O Risco., que faz parte da exposição #ForadaModa, em cartaz no Sesc Ipiranga e que tem Fause como curador.

Lilly Sarti

Lilly Sarti (1)

A marca que abriu os desfiles de ontem trouxe a coleção Sertão Líquido para a passarela. Inspirada pela obra (xilogravuras) do artista pernambucano Gilvan Samico e pelo trabalho em madeira do designer Hugo França, a estilista apresentou uma coleção com peças fluidas, cores neutras e outras quentes, grafismos, volume, transparência e assimetria.

Lilly Sarti (2)

UMA – Raquel Davidowicz

UMA (1)

Comerando 20 anos de existência, a grife trouxe uma coleção com cores sóbrias e um toque de amarelo bem forte, peças fluidas e outras mais sequinhas.

UMA (2)

Amabilis – TOP 5

Amabilis (1)

Pela primeira vez desfilndo no SPFW, a marca capixaba apresentou uma coleção cheia de detalhes. Com inspiração no fundo do mar, as peças têm pegada esportiva e também sensual.

Amabilis (2)

Rede, fendas, decotes, amarrações, assimetria e transparência compõem a parte sensual da coleção, que ainda conta com metalizados, sobreposições, volume, estampas e peças fluidas no lado mais esportivo do desfile.

Apartamento 03

apartamento 03 (1)

Harry Houdini, o ilusionista mais famoso da história, foi a inspiração para esta nova coleção da Apartamento 03, que a partir da referência, também criou certa ilusão nas peças.

apartamento 03 (2)

Amarrações remetem às camisas de força, os colares às algemas, as peças com pegada um tanto masculina remetem à época. Peças amplas, cores sóbrias com toques de rosa e azul, comprimento mídi, estampas, brilho, roupas com referências de pijamas e ainda alguns truques executados pelo próprio estilista da marca, Luiz Claudio, que fez com que alguns materiais usados nas roupas parecessem outros, como é o caso das pérolas, que na verdade eram apenas pedras brilhantes.

Ronaldo Fraga

Ronaldo Fraga (1)

Depois de uma viagem à África, Ronaldo Fraga pensou em sua nova coleção e acabou criando peças maravilhosas inspiradas no continente e também nos refugiados do mundo para criticar a intolerância, todo tipo de intolerância.

Ronaldo Fraga (5)

Entre as referências estão os países que ele passou, principalmente Moçambique, e a literatura de dois grandes escritores do continente, o português nascido em Angola, Walter Hugo Mãe e o moçambicano Mia Couto. Apesar da África ser a principal referência, o desfile não é africano, o estilista mistura referências de outras culturas nas roupas da coleção.

Ronaldo Fraga (3)

O desfile começa com seis modelos vestidos com roupas brancas rasgadas e manchadas de vermelho (sangue), com a inscrição “refugee” (refugiado) nas costas e usando máscaras de tricô coloridas para cobrir seus rostos. As máscaras são uma referência a um país da África central, Burundi, que vive uma guerra civil há anos e durante uma manifestação contra a tentativa de reeleição de Pierre Nkurunziza, que está no poder desde 2005, usaram máscaras.

Ronaldo Fraga (4)

As máscaras também podem fazer alusão ao modo como algumas mulheres muçulmanas se vestem e cobrem seus rostos. Cinco refugiados participaram do desfile, um senegalês, uma congolesa, um palestino e dois sírios.

Ronaldo Fraga (2)

A beleza traz tranças moçambicanas nos mais variados modelos e sem repetir nenhuma nas modelos. A trilha sonora traz música portuguesa e africana e foi toda escolhida pelo próprio estilista. Uma coleção linda e cheia sentimento, cores, estampas, formas, texturas e referências. Ronaldo Fraga e seus trabalho sempre impecável, o SPFW está apenas começando e esse já é um dos melhores desfiles da temporada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s